Odontologia Sustentável: Pratique

O termo “sustentável” refere-se a algo que se pode sustentar com o passar do tempo, ou alguma posição que possa se manter, defender ou seguir com fundamentos ao longo dos anos. Razões sustentáveis, comportamentos sustentáveis, desenvolvimentos sustentáveis, odontologia sustentável – esta baseada em filosofia e técnicas consistentes do ponto de vista científico e clínico.

Os anos passam, as técnica mudam, o mercado muda, a expectativa dos pacientes mudam. Mas uma coisa não muda: o objetivo primordial de todo profissional da área da saúde é a sua promoção e manutenção. Todo e qualquer passo clínico deve ter como base consistente a promoção da saúde em perspectiva de longevidade.

Mas infelizmente não temos visto esta postura por aí! As justificativas podem ser comerciais ou mercadológicas, e ainda assim são argumentos insustentáveis para quem trabalha baseado em cuidados reais e bem estar do paciente, ou para quem quer preservar seus tecidos naturais ao longo dos anos.

Para aqueles que não sabem, gengivas e dentes também sofrem consequências perceptíveis pertencentes ao processo de envelhecimento, e muitos dos procedimentos estéticos que nós, dentistas, realizamos, podem acelerar esse processo, resultando na perda precoce de um dente que poderia durar a vida inteira.

Não estou falando que todos os procedimentos odontológicos estéticos são condenáveis, até porque sou professora da área e os realizo com freqüência, quando devidamente indicados. Estou me referindo aos sobretratamentos (tratamentos desnecessários), aos excessos, à venda de tratamentos odontológicos como se fossem produtos de uma prateleira. Já vi isso acontecer em épocas anteriores, com procedimentos como implantes dentários, e até hoje “consertamos” os erros e os excessos de colegas muito mais preocupados em vender do que aprender para indicar e executar corretamente.

Considero que a educação de qualidade é a melhor ferramenta para a mudança de filosofia, percepção e postura..